UEPB adota expediente estritamente remoto para atender novo decreto do Governo do Estado

Diante da publicação do decreto Nº 41.053 de 23 de fevereiro de 2021, no qual o governador da Paraíba, João Azevêdo (Cidadania), estabelece medidas mais rigorosas para conter a disseminação da Covid-19 e evitar aglomerações no território paraibano, a Administração Central da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) divulgou nota designando novas orientações para o desenvolvimento das atividades laborais no interior da instituição.

De acordo com as orientações da reitora Célia Regina Diniz, fica estipulado que, entre os dias 24 de fevereiro e 10 de março, o desenvolvimento dos trabalhos internos na UEPB deve acontecer, prioritariamente, a partir de meios remotos, com o objetivo de reduzir os riscos de contaminação da Covid-19. Para isso, os setores administrativos devem utilizar os canais eletrônicos, como e-mail e o Sistema Unificado de Administração Pública (SUAP).Leia Também:

Confira abaixo a nota na íntegra:

“Em decorrência da última análise situacional e evolutiva da pandemia da Covid-19 no Estado da Paraíba, emitida pela Secretaria Estadual de Saúde, através da 19ª Avaliação do Plano Novo Normal para Paraíba, a qual fez um balanço das novas bandeiras que passam a vigorar nos 223 (duzentos e vinte e três) municípios do Estado, em que 62% desses municípios encontram-se em bandeira laranja, além do novo surgimento da bandeira vermelha, em 06 (seis) municípios, esboçando um expressivo crescimento dos casos de Covid-19 em relação à 18ª avaliação, recomendamos que:

O desenvolvimento das atividades laborais no âmbito da UEPB, nos próximos 15 dias, seja prioritariamente realizado de forma remota, com o fim de contribuir para o processo de contenção da recrudescência da pandemia nos municípios paraibanos;

Para atendimento externo e interno da comunidade acadêmica da UEPB, os setores devem utilizar os canais de comunicação institucionais através dos e-mails disponibilizados e do Sistema Unificado de Administração Pública (SUAP);

Será possível atendimento presencial ao público externo e interno somente em situações excepcionais, quando os meios de encontro remoto não sejam suficientes para a resolução das demandas. Nestes casos, deve-se realizar agendamento nos setores pertinentes.

Reiteramos as demais recomendações do Governo do Estado da Paraíba, através da Secretaria Estadual de Saúde, em que afirma que:
“[…] Os esforços para que se contenham as evoluções da situação pandêmica para pior devem ser mantidos e dependem da decisão de cada uma das pessoas em seguir protegendo suas vidas por meio dos métodos e comportamentos reconhecidamente efetivos para conter a disseminação do novo Coronavírus”.

Veja também:

Compartilhar