Novas cepas do Coronavírus têm maiores ‘poderes de propagação’ e circulam na Paraíba desde janeiro, diz secretário

As novas variantes do Coronavírus têm maiores poderes de propagação e contaminam muito mais pessoas, segundo o secretário de Saúde do Estado, Geraldo Medeiros. Um estudo da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) revelou que circulam no Estado, desde o mês de janeiro, as variantes de Manaus e do Rio de Janeiro. 

“Ela tem um poder de propagação maior do que as cepas iniciais do novo Coronavírus. Daí esse incremento no número de novos casos confirmados e de mortos porque uma pessoa contaminada com uma variante contamina muito mais pessoas do que as cepas iniciais do início da pandemia”, alertou Geraldo.

Os cuidados devem se manter os mesmos como o uso de máscaras, evitar aglomerações, uso do álcool em gel, higienizar as mãos com água e sabão, e distanciamento social. Essas medidas são repassadas pelas autoridades sanitárias na prevenção da Covid-19 desde março de 2020.

Veja também:

Compartilhar