Bruno convoca prefeitos da região de Campina Grande para reunião sobre novo decreto com medidas de combate à Covid-19

O prefeito de Campina Grande, Bruno Cunha Lima (PSD), revelou nesta segunda-feira (1º) que vai se reunir com prefeitos e secretários de Saúde das cidades que fazem parte da 2ª macrorregião e também das cidades que não são referenciadas, mas enviam pacientes enfermos pela Covid-19 para Campina Grande.

Ele explicou que o encontro remoto tem o objetivo de garantir que esses municípios vão cumprir com as determinações contidas no decreto de enfrentamento à Covid-19 elaborado com a participação de diversos segmentos da Rainha da Borborema. Ainda há data para a reunião.

De acordo com Cunha Lima, atualmente Campina Grande tem 50% de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), mas 40% dessa ocupação é composta por pacientes de outras cidades.

“Precisamos chamar o feito à ordem com prefeitos e secretários. Tentamos cumprir o nosso papel, mas se as outras cidades que enviam pacientes não cumprirem também o seu papel, o nosso sistema vai colapsar sem que as pessoas de Campina Grande tenham uma vírgula de culpa”, declarou.

O prefeito mencionou algumas medidas contidas no novo decreto, como a determinação de fechamento de bares, restaurantes, lojas de conveniência e praças de alimentação às 23h, capacidade máxima de 100 pessoas em eventos como casamentos e formaturas e permissão de ocupação de 50% em igrejas.

Ainda segundo Bruno, as fiscalizações serão intensificadas e a punição se dará em três etapas. Na primeira, em caso de descumprimento do decreto, haverá autuação, em caso de reincidência, haverá autuação e fechamento do estabelecimento por sete dias. Já em caso de nova reincidência, haverá multa e fechamento do estabelecimento por 14 dias.

Veja também:

Compartilhar