Prefeito de Juripiranga barra nomeação de funcionária para ocupar cargo na 12ª Regional de Saúde em Itabaiana

O prefeito de Juripiranga, Tom Maroja (PSDB) negou o pedido do Governador da Paraíba, João Azevêdo (Cidadania) feito através de um ofício onde o chefe de estado solicitava a cessão da funcionária efetiva Marta Marinho de Sousa para ocupar o cargo de Gerente na Décima Segunda Regional da Saúde, em Itabaiana, agreste do estado.

No dia 10 de fevereiro, o Diário Oficial da Paraíba trouxe a nomeação da funcionária para o cargo de gerente regional e logo depois foi enviado o ofício a prefeitura de Juripiranga pedindo a cessão da servidora.

Após 16 dias, no dia 26 de fevereiro, o prefeito Tom Maroja enviou um ofício ao Governo do Estado, onde negava o pedido e explicava os motivos, alegando que as contribuições de Marta seriam indispensáveis, possuindo habilidades necessárias para auxiliar a gestão e que a cessão da funcionária geraria a necessidade de contratação ou realocação de outro servidor para a função que ela exerce.

Algumas pessoas se mostraram insatisfeitas com a decisão do prefeito e lamentaram a não-contratação da servidora, que possui habilidades suficientes para desempenhar a tarefa.

Marta é Historiadora, Assistente Social e Mestranda pela UFPB. Exerce a função de agente administrativo em uma escola de Juripiranga e desempenhou por 13 anos o cargo de Secretária de Assistência Social, dos quais cinco anos foram na gestão de Tom Maroja e os últimos oito na gestão do ex-prefeito Paulo Dalia Teixeira.

Redação Paraíba Debate

VEJA TAMBÉM: Julian Lemos revela temer por sua vida, ‘pois clã Bolsonaro é capaz de tudo’: “São violentos e covardes”

Compartilhar