Ex-técnico do Campinense morre de Covid-19 em Manaus

Com passagem pelo Campinense, na temporada de 2018, o treinador Ruy Scarpino, de 59 anos, morreu nesta quarta-feira (3). Ele foi mais uma vítima da Covid-19. O profissional estava internado na cidade de Manaus-AM. O último clube dele foi o Amazonas-AM.

Além de ter comadado o time Raposa em 2018, Ruy Scarpino chegou a ser anunciado pela diretoria rubro-negra na temporada passada. Mas, mesmo tendo aceito o convite para treinar o elenco do Campinense, Ruy Scarpino desistiu de assumir o cargo, alegando problemas particulares.

Ao tomar conhecimento da morte, a direção do Campinense divulgou uma nota de pesar. “Com muito pesar, recebemos a notícia do falecimento do treinador Rui Scarpino, de 59 anos, por Covid-19. Scarpino treinou a Raposa em 2018, chegou durante a disputa do Campeonato Paraibano e sagrou-se vice-campeão estadual”.

Além de treinar o Campinense no estadual daquele ano, ele ainda esteve à frente do time na Série D do Campeonato Brasileiro. Na época, o Campinense quase sobiu para a Série C. “O time acabou batendo na trave no mata-mata do acesso e por muito pouco não doi à Série C do Brasileiro”.

“Desejamos muita força a todos os amigos e familiares”, finaliza o Campinense na nota.

Apesar disso, a maior identificação de Ruy Scarpino em clubes do Nordeste foi com o Moto Club-MA.

No Moto Club, ele foi bicampeão maranhense, nas temporadas de 2004 e 2016, ano em que também conquistou o acesso à Série C no Rubro-Negro. Em 2019, o treinador assegurou seu terceiro título maranhense, à frente do Imperatriz. São José e Maranhão Atlético foram outras equipes do estado treinadas por Ruy.

Rui Scarpino também se destacou como treinador no interior paulista. O técnico conquistou outros três troféus: Campeonato Paulista em 2002, com o Ituano, clube pelo qual também garantiu o título na Série C do Brasileiro no ano seguinte; e com o Altos sagrou-se campeão piauiense, em 2017.

Fonte: com Portal Correio

Compartilhar