“Me diga onde”, diz Bolsonaro ao ser perguntado sobre compra de vacina

Com uma imunização lenta no Brasil e enfrentando falta de doses contra a Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) questionou onde comprar vacinas.

Nesta quarta-feira (3), após almoço com embaixadores de países do Golfo, Bolsonaro demonstrou irritação ao ser cobrado sobre o assunto.

“Falta no mundo todo. Alguns nos criticam por aí, mas não tem no mundo todo. Alguns falam: ‘tem que comprar’. Me diga onde. O Brasil é um dos poucos países que tem capacidade de produzir vacinas”, rebateu o presidente.

O presidente reforçou que o governo federal tem trabalhado para garantir a imunização no país. “Desde o ano passado, nós fizemos acordos. O ano passado foram três medidas provisórias de crédito nesse sentido, a última foi de R$ 20 bilhões para comprarmos a vacina”, ponderou.

Bolsonaro afirmou que existem estudos para o Brasil fornecer vacinas para países vizinhos. “Brevemente, como diz o ministro da Saúde [Eduardo Pazuello], e eu o apoio nesse sentido, nós devemos também — depois que nosso povo tiver saúde — buscar maneiras de atender aos outros países que fazem divisa conosco, porque, afinal de contas, isso é bom para nós, porque evita que uma outra onda venha de lá para cá no futuro”, afirmou.

Por fim, o presidente elogiou a imunização no país. “Nós estamos investindo na vacina. É um dos países que mais vacina hoje em dia. Em números absolutos, parece que somos o sexto”, frisou.

Fonte: com Metrópoles

Compartilhar