Bruno questiona dados da pandemia e diz que não haverá lockdown em Campina Grande

O prefeito Bruno Cunha Lima (PSD) participou de uma reunião remota com o governador João Azevêdo (Cidadania), o presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), Adriano Galdino (Avante) e membros do Ministério Público neste domingo (7). Em pauta a mudança de Campina Grande da bandeira amarela para a laranja, indicando o agravamento da pandemia da Covid-19 no município.

Bruno questionou os dados da crise sanitária e a decisão do Estado em rebaixar a cidade, como também assegurou que a Prefeitura vai continuar o seu trabalho para preservar vidas e empregos. Ele garantiu que não haverá lockdown em Campina Grande a partir desta segunda-feira (8).

“Esse rebaixamento imputaria medidas mais restritivas, chegando a praticamente um lockdown, um fechamento total das atividades da cidade. Campina Grande tem uma situação relativamente diferente com relação a outros municípios paraibanos”, disse.

Na semana passada foi publicado um decreto preventivo na cidade disciplinando o funcionamento de bares, restaurantes e ampliando fiscalizações. Medida tomada após João Pessoa e o Sertão apresentarem aumento de internações por Covid-19 na rede pública e privada de Saúde.

Veja também:

Compartilhar