Mais de três mil paraibanas pediram medidas protetivas em 2020

A participação feminina na sociedade tem crescido significativamente em vários aspectos, mas embora o Dia Internacional da Mulher, comemorado em 8 de março, seja uma data festiva, temas como combate à violência doméstica, igualdade de direitos e discussão sobre relações profissionais são assuntos importantes e com dados preocupantes.

Dados da Secretaria de Estado da Segurança e Defesa Social da Paraíba, apontam que em 2020, foram instaurados 2.750 nas delegacias da mulher da Paraíba. Além disso, 3.517 medidas protetivas foram concedidas no Estado. O levantamento deste ano aponta que 610 mulheres já solicitaram medida protetiva e outras 411 tiveram inquéritos instaurados nas delegacias.

A delegada adjunta da Mulher de João Pessoa, Renata Farias, explicou que houve uma diminuição no número de denúncias em março de 2020, devido ao isolamento social, e por isso, a delegacia disponibilizou a opção da denúncia ser feita online. “Percebemos que durante o início da pandemia houve uma retração nos registros. Então, lançamos em abril do ano passado, o registro através da delegacia online”, falou.

Ainda de acordo com a delegada, fatores como medo, vergonha, condição financeira, afetiva, entre outros, acabam impedindo com que a mulher faça a a denúncia. “Infelizmente, muitas mulheres ainda passam por violência doméstica e optam por não denunciar, por isso, os números que a gente contabiliza, não condizem com a realidade”, explicou.

Casos de violência doméstica podem ser denunciados pelo telefone Disque Denúncia 197, da Polícia Civil, através do 190, da Polícia Militar, ou pela Delegacia Online: www.delegaciaonline.pb.gov.br.

Redação Paraíba Debate com informações do Paraíba Acontece

Veja também:

Compartilhar