Com pacientes de Campina Grande e região, Hospital de Clínicas volta a ter ocupação de 100% dos leitos de UTI

Pela segunda vez durante o mês de março, o Hospital de Clínicas de Campina Grande, que é referência no enfrentamento da Covid-19, confirmou nesta quarta-feira (10) a ocupação de 100% dos leitos da Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

O diretor da unidade, o médico Jhonny Bezerra, disse que o número de leitos de UTI para os pacientes infectados com o novo Coronavírus havia sido recentemente ampliado, mas foram ocupados em menos de 48 horas.

“O hospital realizou uma ampliação de leitos na última sexta-feira de 30 para 60 leitos de UTI. Hoje o hospital conta com 113 leitos destinados exclusivamente ao tratamento da Covid-19. Não há nenhum leito de UTI disponível no momento e 33 leitos de enfermaria estão ocupados”, revelou.

A unidade hospitalar também tem tratado pacientes de várias cidades paraibanas, que foram infectados pelo vírus. Durante entrevista a uma emissora de rádio, Jhonny também destacou que ocorreu um aumento na reprodução viral (RT) para a Covid-19 em Campina Grande.

‘Temos vivenciado um aumento da taxa de transmissibilidade do vírus, e Campina Grande tem um maior RT, que é 1,15. O RT é calculado pela Universidade Federal da Paraíba. O RT de 1,15 quer dizer que 100 pessoas contaminam 115″, pontuou.

Veja também:

Compartilhar