Com internações de crianças subindo em Campina Grande e João Pessoa por causa da Covid, secretário pede que pais mantenham filhos em casa

Com maior poder de propagação, a nova variante do Coronavírus agora está atacando crianças e adolescentes, conforme alerta os infectologistas. O secretário Executivo de Saúde do Estado, Daniel Beltrammi, disse em entrevista que a Paraíba apresenta crescimento na ocupação de leitos por crianças. Ele fez um apelo aos pais para deixarem as crianças em casa e evitar que elas brinquem em parques, por exemplo, neste momento.

“Crianças fazem menos casos moderados ou graves do que adultos, isso é fato. Mas em um momento que a pandemia está aquecida do jeito que está, o número de casos de crianças que precisam de internações hospitalares, fatalmente também cresce”, explicou.

O secretário explicou que o acolhimento das crianças com sintomas ou diagnóstico confirmado para a doença é feito nos hospitais que são considerados portas de entrada para tratamento da Covid-19. Em João Pessoa, uma das unidades é o Hospital Municipal Valentina. Já em Campina Grande, o Hospital Municipal Pedro I.

Para ele, é fundamental manter as crianças protegidas. Daniel orientou que as crianças acima de dois anos de idade, podem e devem utilizar máscaras confortáveis, que não marquem ou machuquem o rosto e só devem manter contato com outros que morem na mesma casa.

Nas escolas, caso algum professor ou aluno tiver adoecido, a recomendação é de que os encontros sejam suspensos por pelo menos 14 dias, já que há risco pelo contato com o vírus.

OS NÚMEROS – Pelo menos 47 crianças com Covid-19 estão internadas em hospitais da Paraíba, conforme levantamento da Secretaria de Saúde do Estado nesta quinta-feira (11). Delas, 10 ocupam leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) e outras 37 estão em enfermarias. O número tem subido de forma preocupante. Na última quarta-feira (10), 42 crianças estavam internadas em UTI e enfermarias de um dos hospitais que atendem esse público.

Com as internações, a taxa de ocupação de leitos UTI pediátrica no Estado é de 62%, enquanto a de enfermaria é de 56,92%. A maior parte das internações está em João Pessoa e Campina Grande.

Veja também:

Compartilhar