Paraíba pode antecipar vacinação contra a Covid-19 de professores e profissionais da Educação

A Paraíba pode iniciar em abril a vacinação dos professores. A imunização no entanto, ainda depende da quantidade de doses das vacinas que o Estado deve receber do Ministério da Saúde. A perspectiva é que mais de 55 mil trabalhadores da Educação, incluindo os professores das redes públicas e privadas de todos os municípios, sejam imunizados.

Somente na rede estadual de ensino, de acordo com a Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia, são mais de 18 mil docentes atualmente. A pasta ainda não tem informações sobre a vacinação, mas o secretário Cláudio Furtado garantiu que poderá de iniciar de imediato o processo de imunização dos educadores assim que for autorizado.

O governador João Azevêdo (Cidadania) já sinalizou para a possibilidade de inicio da vacinação dos docentes. Durante o programa semanal, ‘Conversa com o Governador’, na Rádio Tabajara, ele informou que, se o ritmo de vacinação continuar do jeito que se encontra, será possível avançar a imunização para professores e policiais, assim que for concluída do público acima de 60 anos de idade. A Paraíba tem ocupado o 2º lugar entre os Estados do Nordeste e o 7º no país, no percentual de imunização.

“Entraremos nas categorias profissionais assim que concluirmos a vacinação dos 60 anos. Esse é um indicativo importante, que mostra que estamos no caminho certo para vencer essa pandemia. Com a velocidade que está se dando a imunização da população”, disse João Azevêdo.

No começo do mês, quando a Paraíba recebeu  55 mil doses da vacina CoronaVac, fabricada pelo Instituto Butantan, o secretário de Estado da Saúde, Geraldo Medeiros, chegou a admitir que as doses poderiam ser utilizadas para iniciar a imunização nos professores que já estavam retomando as aulas presenciais, porém, ainda não havia uma decisão final para a inclusão do grupo.

A vacinação é uma reivindicação dos professores. Geraldo explicou ainda que o pedido ainda está sendo analisado, mas que a decisão final é da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), formada por Secretários Municipais de Saúde.

Na Paraíba, há 55.828 trabalhadores da Educação do Ensino Básico, incluindo os que atuam em creches, pré-escolas, ensino Fundamental, Ensino Médio, Profissionalizantes e EJA, de acordo com o novo Plano de Vacinação, divulgado no começo do mês.

Veja também:

Compartilhar