João Azevêdo prevê flexibilizações a partir de 5 de abril caso população respeite medidas preventivas dos próximos dias

O governador João Azevêdo (Cidadania) falou, nesta sexta-feira (26), sobre o novo decreto publicado pelo Governo do Estado com medidas mais duras para conter o avanço novo Coronavírus na Paraíba, o documento incluí a antecipação de feriados, a manutenção do toque de recolhe das 22h às 05h e a suspensão de celebrações religiosas presenciais. Segundo Azevêdo, a taxa de internações e mortes ainda é alto e o ‘arrocho’ é necessário.

“Todas as medidas que tomamos nos últimos 30 dias têm começado a surtir efeito, estamos em patamar de estabilidade, mas infelizmente ainda alto. Precisamos fazer com que esse patamar caia, reduza esse número de casos e de óbitos”, afirmou.

Há a possibilidade de uma flexibilização a partir do dia 5 de abril, declarou o governador. Mas, para isso, é preciso que as medidas sejam respeitadas agora. “Vamos fazer um esforço concentrado no sentido de que, no dia 5 de abril, a gente comece a retomar os segmentos econômicos com flexibilização. É preciso que a gente tome as medidas essa semana”, revelou João Azevêdo.

Ele comentou ainda a possibilidade de escassez de insumos no combate à Covid-19. Mesmo com produção máxima, há um limite, disse. “Todos os insumos têm um limite. Não podemos deixar que chegue o esgotamento para tomar medidas. Nos antecipar, para evitar o colapso”, concluiu.

Saiba mais:

Compartilhar