Brasil bate dois recordes em 24 horas: 936,7 mil pessoas vacinadas e 3.650 óbitos por Covid-19

O Programa Nacional de Imunizações (PNI), do Ministério da Saúde, estabeleceu nesta sexta-feira (26) um novo recorde, terceiro seguido, na aplicação de vacinas em todo o País.

De acordo com balanço, foram aplicadas 936.769 doses, número cada vez mais próximo à meta de 1 milhão de doses diárias estabelecida pelo novo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.

Ao todo, foram aplicadas 827.331 primeiras doses e mais 109.438 segundas doses. Os recordes anteriores foram estabelecidos na quarta (24), com 777 mil doses, e na quinta (25), com 808 mil.

O Brasil também bateu, nesta sexta-feira, um triste recorde, o de mortes do Covid-19. Foram 3.650 vidas perdidas em 24 horas. Este total supera a maior marca anterior, de 3.250, na terça-feira (23). É mais de 50% acima da média móvel da última semana epidemiológica (14 a 20 de março), que ficou em 2.236 óbito

A marca ainda não inclui os dados do Ceará, que vem apresentando problemas técnicos para atualizar seus dados de novas mortes e casos. Com a soma de óbitos desse estado, o número deve aumentar.

O total de vidas perdidas para a pandemia alcançou 307.112. Ontem, a soma estava em 303.462 óbitos. Ainda há 3.538 mortes em investigação por equipes de saúde. Isso porque há casos em que o diagnóstico sobre a causa só sai após o óbito do paciente.

Redação Paraíba Debate com informações da Agência Brasil

Compartilhar