Cantor Léo Sttar morre de Covid-19 em Natal; artista estava internado desde fevereiro

Um dos cantores mais conhecidos na cena musical de Campina Grande, Léo Sttar, faleceu neste sábado (27) vítima de complicações da Covid, doença com a qual travava intensa batalha desde fevereiro. Ele estava internado na UTI de hospital em Natal (RN), onde morava há algum tempo com a esposa.

Natural de Umbuzeiro cidade da Paraíba, José Leonardo Rufino Correia foi o nome de batismo escolhido pelos seus pais Sebastião Dias Correia e Maria Rufino Correia que eram comerciantes. Por necessidade financeira familiar, aos 16 anos de idade Léo despertou o interesse pela música, com seu dom musical, afinado e interessado a ajudar a mãe que passava por um rompimento matrimonial, surgia em 1992 à oportunidade para participar de uma banda local na sua cidade Umbuzeiro.

Admirador dos grandes nomes da música popular brasileira como Roberto Carlos, Maria Bethânia, Gal Costa, Nelson Gonçalves, Agnaldo Timóteo, Christian e Ralf e outros, e com um bom desenvolvimento vocal, carisma e irreverência, Léo tornou-se um artista bem solicitado, e capaz de atrair empresários e proprietários de bandas com o seu talento e desempenho musical.

Em 1993 foi convidado para ser crooner de uma banda-baile da cidade de Surubim -PE. Daí por diante começou uma trajetória de Sucesso com seu estilo carinhoso de conquistar seu público. Léo Sttar foi o nome artístico dado pelo o amigo Tuca (guitarrista) da banda onde eram integrantes, e assim ficou reconhecido pelos fãs e amigos de toda região da Paraíba e Pernambuco.

Cinco anos depois foi convidado para cantar em trio elétrico “Léo Sttar” e considerado um dos melhores e requisitados puxadores de trio elétrico do Brasil, participando e sendo premiado como cantor revelação em vários carnavais fora de época do país.

Neste mesmo ano, radicou-se na cidade de Campina Grande, onde descobriu o seu lado romântico cantando MPB em bares, teatros e clubes.

Em 2005 foi homenageado pela Assembleia Legislativa da Paraíba com votos de aplausos, como um dos melhores intérpretes do Estado da Paraíba. De lá para cá participou de vários projetos musicais e lançou trabalhos voltados à musica sertaneja. (Com dados biográficos do site Letras,)

Compartilhar