Secretário de Administração avalia primeiros dias de cumprimento do decreto em Pocinhos e fala sobre distribuição de peixes

Em programa concedido ao jornalista Ubiratan Cirne, no programa Caturité nos Municípios, no final da tarde desta terça-feira (30) o secretário municipal de Administração, Sérgio Ricardo, falou sobre os primeiros dias de cumprimento do decreto municipal com restrições para evitar o aumento de casos de Covid em Pocinhos, e sobre a logística montada para a distribuição de pescados sem formar aglomeração.

De acordo com ele, amanhã (31), cerca de 5 mil famílias serão beneficiados com o tradicional peixe da Semana Santa e um quilo de arroz, 10 pontos fixo na zona urbana e na zona rural a entrega será feita nas residências, através do trabalho da equipe municipal dos agentes de saúde. Para a entrega dos pescados as famílias receberam uma ficha e caso alguém não esteja no momento, pode entrar em contato com a equipe em um dos pontos de entrega

A partir das 08h00 estarão funcionando os seguintes pontos de distribuição: Amigas do Lar, Escola Santa Terezinha, Escola José Tomé, Escola Antônio Galdino, Escola Maria da Guia, Creche Vila Maria, Centro de Vivência, PSF da Cagepa, Escola Manoel Agostinho e Escola Osman.

A descentralização da entrega é uma das medidas de prevenção à Covid-19. Os moradores devem usar máscara e respeitar o distanciamento.

Decreto prevenção

Em relação ao cumprimento das medidas restritivas editadas em consonância com o decreto estadual, Sérgio Ricardo disse que nestes primeiros dias, os comerciantes e a população vêm respeitando as medidas que têm como objetivo preservar a vida e possibilitar o retorno das atividades. “O comércio está funcionando com restrições, à noite a cidade vem cumprindo o toque de recolher, repartições públicas fechadas e suspensão de outrs atividades pelo tempo que o Estado estabeleceu”, disse.

“Os comerciantes já estão extremamente sacrificados, temos 15 casos ativos nesta terça-feira que estão em monitoramento, mas graças a Deus a maior parte dos exames feitos estes dias, deu negativo, ocorre que dependemos da rede hospitalar de Campina e temos de tentar evitar o avanço da doença no município”, disse.

O secretário lembrou as perdas de pocinhenses acometidos de Covid, a exemplo do delegado Normando Leal e fez um alerta para que a população se mantenham em casa e só recorra ao hospital e UBS quando for inadiável. “É um ambiente de maior contaminação e então pedimos para que as pessoas só recorram aos equipamentos de saúde em casos de necessidade e em relação às consultas de rotinas e receitas entrem em contato com os agentes de saúde”.

Compartilhar