PM prende homem que atirou em cachorro em Puxinanã; prisão por maus tratos é a 2ª na Paraíba

A Polícia Militar prendeu um homem que cometeu maus tratos contra um animal doméstico na zona rural de Puxinanã. O crime aconteceu na última segunda-feira (29) à noite no Sítio Várzea de Lagoa e foi cometido com um cachorro que teria atacado uma ovelha e foi atingido com três disparo de espingarda.

O tutor do cachorro ligou para Polícia Militar que esteve no local e embora na primeira tentativa não tenha conseguido encontrar o acusado, realizou diligências e ontem (30) conduziu o homem até a Delegacia Seccional de Esperança, onde ele foi preso e responderá pelo crime. A arma utilizada não foi localizada.

De acordo com o delegado Lamartine Lacerda, a pena para maus-tratos aos animais prevê pena de dois a cinco anos de reclusão e é inafiançável.

Os policiais militares do 15° Batalhão de Polícia Militar orientaram os tutores a socorrerem o animal e levá-lo para uma clínica veterinária, onde ele foi atendido, mas mas precisa de ajuda para a realização de uma cirurgia de urgência e a família que abriga cães e gatos que estavam nas ruas não tem condições de arcar com os gastos orçados em cerca de R$ 3 mil.

Quem puder contribuir com a cirurgia de Mordida como é chamado o cachorro, pode entrar em contato através do telefone: (83) 9-9356-1104 ou fazer a contribuição através do Pix: 05362719416.

Compartilhar