Depois de Rafafá, outro suplente pode assumir mandato de deputado federal pela Paraíba com base em Campina Grande

Mais um suplente poderá assumir mandato na Câmara Federal nos próximos dias. Depois de Leonardo Gadelha (PSC) e Rafafá (PSD), será a vez de Patrick Dorneles (PSDB), ícone na luta pelo tratamento de doenças raras no Brasil. Ele obteve 13.809 votos nas eleições de 2018 e 2020, como candidato a vereador em Campina Grande, conquistou pouco mais de 1 mil sufrágios, também ficando na suplência.

A expectativa é que a deputada federal Edna Henrique (PSDB) tire licença nos próximos 15 dias para Patrick ocupe cadeira em Brasília. Isso também pode explicar a licença de Pedro Cunha Lima (PSDB), já que Patrick é o suplente de Rafafá.

Acesse: Manifestantes realizam ato contra Bolsonaro e por mais vacinas em frente ao Pedro I e na Secretaria Municipal de Saúde, em Campina Grande

Patrick se destacou na Paraíba e no Brasil ao defender que o Governo Federal custeie o tratamento da síndrome de mucopolissacaridose, doença que o afeta. A síndrome de MPS é extremante rara e provoca erros de metabolismo por causa de informação genética incorreta.

Nascido em Porto Alegre e radicado em Campina Grande, Dorneles é embaixador dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU) e conhecido no país por lutar pela saúde de pessoas que sofrem de doenças raras.

Veja também:

Compartilhar