Secretário diz que vacinação contra a Covid-19 deve desacelerar em Campina Grande por falta de doses

Campina Grande deu início nesta semana à vacinação contra a Covid-19 em idosos entre 60 e 64 anos. Mas, por causa da insuficiência de doses do imunizante, a campanha deve desacelerar no município. Por isso, a previsão é de que o ritmo da imunização caia, informou o secretário de Saúde, Filipe Reul, nesta sexta-feira (9).

“Campina Grande não recebeu um quantitativo suficiente. A gente fica no aguardo e nessa expectativa da chegada de mais doses”, declarou.

Acesse: Campina Grande vacina mais de 50 mil pessoas contra a Covid-19 e ultrapassa 70% de aplicação das doses recebidas

No início da semana, quando anunciou ampliação da imunização para esse grupo, o secretário havia dito que pelo menos o começo da vacinação estava garantida para a faixa etária. De acordo com a assessoria da Secretaria Municipal de Saúde, mais de 16 mil idosos formam o grupo prioritário das pessoas entre 60 e 64 anos na cidade. Até agora, apenas 10 mil doses imunizante chegaram ao município destinadas para essa faixa etária.

A previsão é de que, quando os todos idosos a partir de 60 anos forem vacinados, a campanha seja ampliada para pessoa com doenças preexistentes. O município deve receber novos imunizantes neste final de semana, pois na quinta-feira (8) chegou à Paraíba mais de 82 mil doses e o Governo do Estado já está articulando a distribuição.

Veja também:

Compartilhar