Morador de Campina Grande sofre golpe de R$ 20 mil ao comprar veículo em site de leilões

Um golpe vem sendo aplicado por bandidos que têm como alvo, internautas que buscam comprar imóveis e automóveis em leilões na Paraíba. Os criminosos estão usando a rede fraudar e para divulgar falsos leilões virtuais. Nesta semana, mais uma pessoa que tentava dar um lance num site oficial, acabou sendo alvo dos golpistas em mais de R$ 20 mil.

A vítima foi até a Polícia Civil prestar um B.O e relatou que navegava em um site oficial tentando adquirir um veículo, mas que depois ao dar o lance e entrar em contato com um Whatsapp supostamente do mesmo site, efetuou o pagamento, mas em seguida descobriu se tratar de uma fraude. “Ao efetuar o cadastro continuei sem conseguir dar o lance e foi ai que entrei em contato com o número que automaticamente liberou e pude concluir o procedimento e em seguida ele me passou o número da conta para que eu efetuasse o pagamento”, disse.

Na Delegacia de Defraudações de Campina Grande, as vítimas descobriram que outras pessoas também sofreram a fraude e que os golpistas usam sites parecidos com os oficiais para ludibriar os internautas. Com o B.O em mãos, eles foram até o banco esolicitaram o bloqueio da conta na qual depositaram o valor, mas não sabem se ainda haverá dinheiro.

Em João Pessoa, a Polícia Civil já instaurou inquéritos criminais para apurar a ação de criminosos envolvendo leilões de veículos, desde o ano passado.

De acordo com a Polícia Civil As pessoas que identificarem qualquer portal com sinais suspeitos de fraude devem acionar a Polícia Civil da Paraíba, por meio do Disque 197 ou através da delegacia mais próxima.

A orientação é para que orienta a população a adotar cuidados na hora de participar de leilões de veículos promovidos na internet. A pessoa que está interessada em participar precisa fazer a visita aos veículos antes de qualquer pagamento já que a visitação é um direito do interessado em arrematar o bem e deve ser feita antes de fazer qualquer lance.

Os sites de leilões oficiais seguem protocolos definidos em lei como a exigência de que os leiloeiros estejam adastrados em Junta Comercial do Estado, onde pode ser consultada por qualquer cidadão, ajudando a identificar os falsos leiloeiros.

Outra orientação da Polícia Civil é verificar o endereço virtual do site. Ele precisa ser concluído em “com.br”. Se houver alguma diferença e o domínio for terminado apenas com o “com” ou “br/ br” ou qualquer outra variação, a pessoa deve desconfiar e não realizar nenhum lance neste de site, porque provavelmente não é idôneo.

De acordo com a pessoa que sofreu o golpe esta semana em Campina Grande, a impressão é que o site foi clonado porque eles acessaram o endereço oficial, mas parece ter sido direcionado para o falso na hora de dar o lance.

Abaixo segue print do site falso que se assemelha ao site verdadeiro.

Compartilhar