Polícia Civil prende acusado de matar cadeirante no bairro Rosa Cruz em Campina Grande

Após matar Carlos Alberto Alexandre Filho, de 25 anos, o suspeito do crime que inclusive é filho de um policial teria “comemorado” o assassinato fazendo manobras radicais em um carro. Carlos, conhecido como “Capeta”, ficou cadeirante após ser atingido em uma troca de tiros e já havia sido preso. Ele também era investigado por envolvimento em crimes como tráfico de drogas e morreu antes mesmo da chegada do Samu.

O suspeito estava embriagado e de acordo com as testemunhas, voltou ao local do crime e um veículo para intimidar os presentes. A Polícia Civil prendeu o homem, mas a identidade não foi divulgada.

O fato aconteceu na noite de quinta-feira (15), no bairro Rosa Cruz, em Campina Grande, próximo a um espetinho e a prisão se deu nas primeiras horas desta sexta-feira (16).

Veja também:

Compartilhar