Excluída, vítima de xenofobia, defensora da cultura nordestina e bem-humorada: relembre a trajetória de Juliette no Big Brother Brasil

No dia 19 de janeiro, a Paraíba foi surpreendida com a notícia de que Juliette Freire, advogada e maquiadora natural de Campina Grande, seria uma das participantes do Big Brother Brasil 2021. De lá para cá, ela saiu de menos de 4 mil seguidores no Instagram para quase 24 milhões e hoje, finalista do reality show com possibilidade reais de ganhar 1,5 milhão, é uma verdadeiro fenômeno nas redes sociais e fora dela também, apoiada por diversos famosos, destaque para Anitta e Wesley Safadão.

Sua trajetória no programa não foi fácil e mesmo excluída nos primeiros dias, julgada e vítima de preconceitos por ser nordestina, Juliette se manteve firme no jogo sempre bem-humorada e com muito orgulho, defendeu as belezas e a cultura do seu Estado. Por diversas vezes ela falou sobre o Maior São João do Mundo, citou bairros de Campina Grande, a vocação universitária do município e apresentou o Litoral da Capital paraibana, inclusive virou meme a união entre Campina Grande e João Pessoa em prol da advogada, já que existe uma rivalidade entre as cidades.

O Portal Paraíba Debate repercutiu nos últimos meses os principais fatos relacionados a participação de Juliette no programa, afinal não é sempre que o Estado ganha a devida visibilidade. Reveja:

Juliette disputa a final do BBB 21 com Fiuk e Camila de Lucas. Enquetes apontam a vitória da paraibana com a preferência de mais de 60% do público, mas a votação só é válida do site GShow da Globo. O resultado será divulgado nesta terça-feira (4), logo após a novela “Império”.

Independentemente do prêmio, Juliette já ganhou a simpatia dos brasileiros, principalmente do povo da sua terra, e a imprensa nacional e local vivem a expectativa para noticiar a vitória da filha de Dona Fátima e Seu Lourival.

Redação Paraíba Debate

Compartilhar