Pessoas que tiveram o auxílio negado podem contestar a partir desta sexta (7), em Campina Grande

A Prefeitura de Campina Grande, através da Agência Municipal de Desenvolvimento (Amde), inicia nesta sexta-feira (7) o período para contestação dos 2.624 inscritos no programa de auxílio emergencial SuperAção que tiveram cadastros indeferidos.

O atendimento será realizado de forma presencial, na sede da Amde, localizada na Avenida Getúlio Vargas, 828, bairro da Prata, das 8h às 12h e das 13h às 17h. Esse atendimento será mantido até a próxima quarta-feira (12).

O programa SuperAção foi criado pela Prefeitura Municipal de Campina Grande e lançado no dia 1º de abril. Trata-se de um pacote econômico, orçado em R$ 1,6 milhão, que vai contemplar em sua etapa inicial 4 mil famílias do município. A meta é prestar assistência financeira, de caráter suplementar, ao auxílio emergencial pago pelo Governo Federal.

A presidente da Amde, Alana Carvalho, garantiu que a logística para o atendimento ao público será a mesma adotada durante o período de cadastro no programa SuperAção. Ela garantiu que a mesma equipe estará atenta quanto às medidas de bioproteção, evitando aglomerações, utilizando e fiscalizando o uso de máscaras e álcool em gel.

Análise

Os dados cadastrais dos inscritos no Programa Superação de Auxílio Emergencial da Prefeitura de Campina Grande, gerido pela Amde, começaram a ser analisados no último dia 19 de abril e foram concluídos no dia 29 do mesmo mês.

Pagamento

Concluída a fase de análise, a Amde encaminhou o relatório final com os dados dos inscritos, que tiveram seus cadastros deferidos, ao Procon-CG, órgão responsável pelo crédito em conta dos contemplados. O pagamento da primeira parcela, correspondente ao valor de R$ 200, teve início no último dia 30 de abril.

Os inscritos no programa que tiveram cadastros deferidos, mas não receberam a primeira parcela, devem procurar a sede da Amde para regularizar pendências nos documentos anexados no sistema. Esse atendimento será das 8h às 12h e das 13h às 17h. A presidente da Amde garantiu que todos os cadastros deferidos receberão os valores referentes à primeira parcela.

Com informações da Ascom/PMCG

Compartilhar