Comissão irá investigar servidores da Prefeitura de Campina que receberam auxílio emergencial

Uma portaria, publicada no Semanário Oficial de hoje e assinada pelo procurador-geral do município, Aécio Melo, cria uma Comissão de Processo Administrativo Disciplinar para investigar o recebimento indevido do Auxílio Emergencial, do Governo Federal, por servidores da Prefeitura de Campina Grande.

As estimativas são de que cerca de 2,4 mil servidores públicos da prefeitura tenham recebido os recursos.

A comissão foi criada a partir de um ofício encaminhado pelo Ministério Público Federal (MPF), relatando a ocorrência das possíveis irregularidades.

Agora o município vai analisar o caso de cada um dos servidores para concluir se houve, ou não, má-fé no recebimento do Auxílio. Quem tiver tentado burlar o programa terá que devolver os recursos e, também, responderá pela fraude.

Fonte: Jornal da Paraíba

Compartilhar