UFPB realizará concurso para contratação de professores e técnicos

A Universidade Federal da Paraíba anunciou nesta terça-feira (11), a realização de um novo concurso público para professores e técnicos administrativos para o próximo ano. O anúncio foi feito pelo reitor Valdiney Gouveia durante uma live transmitida pelo canal do Youtube. 

Na transmissão foram apresentadas as principais ações realizadas neste semestre na UFPB. De acordo com o professor Valdiney, a UFPB está definindo orçamento para no próximo ano oferecer vagas para professores e técnicos administrativos, visando a reposição das vacâncias e aposentadorias. 

Já sobre o Concurso vigente 122/2018, a UFPB aguarda autorização do MEC para novas nomeações. “Havendo vagas, vamos chamar, até acabarem todas as vagas. Quando preencherem todas as vagas, então, no próximo ano pretendemos fazer concurso. Já pedimos à Pró-reitora de Gestão de Pessoas, Profa. Rita Pereira, para dar andamento, de forma a conseguirmos fazer um concurso no próximo ano”, adiantou o Prof. Valdiney Gouveia. A quantidade de vagas ainda será definida.

No encontro virtual, o Reitor mencionou a pretensão de reformulação no campo energético por meio da construção de uma subestação 69, orçada em R$ 11 milhões. No entanto, o Reitor informou aos internautas que discutiu com a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) e a Energisa a possibilidade de não haver custo nenhum para a UFPB. O intuito é iniciar a subestação ainda este ano, com o prazo de 12 meses para concluir.

“Vamos investir em uma nova subestação e na produção de energia solar. Em termos de energia, além da solar, precisamos investir na energia convencional. Isso vai gerar segurança energética e economia para os cofres da UFPB. Ao todo, economizaremos R$ 500 mil reais por mês”, adiantou o Reitor.

Além disso, a Universidade está em busca de parcerias com a Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) e com parlamentares, como os deputados federais Ruy Carneiro e Pedro Cunha Lima, para criação do hospital veterinário.

Inicialmente, estudou-se criar um curso de Medicina Veterinária no campus I. Contudo, a proposta foi revista, uma vez que existe um curso no campus II (Areia), sendo que a maior parte dos estudantes desse curso é de João Pessoa.

“Então, nesse momento possa ser que não haja espaço para um novo curso. Mas há espaço para um hospital veterinário que, inclusive, poderia ser um espaço importante para cursos de pós-graduação, sendo, inclusive, uma extensão de Areia”, explicou o Reitor.

Outros destaques foram pesquisas, como a plataforma Vlibras, criada pelo professor Tiago Maritan para tradução da língua portuguesa para Libras; e a ajuda da UFPB no combate aos impactos da pandemia causada pelo novo coronavírus. “Mesmo na pandemia, estamos produzindo soluções, como o ventilador pulmonar, teste rápido para Covid-19 e a máscara que uso – antiviral, de baixo custo e nanotecnologia – com 99% de eficacia”, destacou o Prof. Valdiney.

A acessibilidade também esteve na pauta da . A UFPB tem entre os seus desafios implantar 26 plataformas elevatórias para dar acessibilidade. De 28 apenas duas funcionam. Elas estão entre as obras que aguardam recursos para conclusão.

O Reitor informou ainda que a obra de adequação da Biblioteca Central às normas de Combate a Incêndio e Acessibilidade, a qual já tem recursos disponíveis (R$ 3,8 milhões), aguarda apenas o alvará de construção para ser iniciada, e está prevista também a obra de conclusão da ampliação da Escola de Música (R$ 2,1 milhões).

Durante a transmissãoo Prof. Valdiney enfatizou o trabalho dos pró-reitores e demais auxiliares da gestão, mencionando as ações de cada pró-reitoria.

Na área de assistência estudantil, por exemplo, foram destacadas a entrega de 1,8 mil chips e a aquisição de 751 computadores para inclusão digital dos discentes, entre outros benefícios e melhorias para os estudantes.

O Reitor Valdiney Gouveia respondeu as perguntas dos internautas e aproveitou para anunciar o lançamento da campanha “UFPB Pela Vida” que acontece na manhã desta quarta-feira (12), no Hemocentro da Paraíba

Compartilhar