Secretário alerta para possível ‘nova onda’ da Covid em junho e revela preocupação com avanço do vírus em Campina Grande

O secretário de Saúde da Paraíba, Geraldo Medeiros, alertou nesta sexta-feira (14) para uma possível terceira onda de contaminação da Covid-19 na Paraíba, após alta de internações no Sertão e na região de Campina Grande. Ele disse que, se as medidas não forem respeitadas pela população, o Estado deve ter novo agravamento na segunda quinzena de junho.

“É uma mensagem de alerta. Temos o Sertão com 88% de ocupação de leitos de UTI adulto, Campina Grande com 69%, e João Pessoa com 57%, e indício de ocupação mais célere e regulação de pacientes com Covid nas unidades. Já era previsto, já alertávamos uma provável terceira onda na segunda quinzena de junho e em julho”, declarou.

Ele revelou que o Estado tem monitorado o respeito ao isolamento social e que há regiões com baixíssimo índice. “Em Bayeux, fizemos um levantamento que 70% das pessoas andam sem usar máscara. As pessoas têm que entender que no fim de semana, ficar em casa quando possível, circular em via pública com parcimônia, se não teremos que adotar novas medidas restritivas em junho e julho e o Governo da Paraíba não quer, é um malefício para nós, para os setores econômicos”, disse.

Medeiros afirmou ainda que a situação se agrava mais em municípios que contestaram e não seguiram os decretos estaduais para conter o novo Coronavírus: “Os municípios que não obedeceram às orientações da Secretaria e flexibilizaram mais estão tendo o resultado: Esperança, Campina Grande, municípios que não seguiram o decreto estadual”.

Veja também:

Compartilhar