Sem resultado do Kit Covid, Prefeitura de Campina tenta reverter descontrole; jornalista fotografa descaso no Pedro I

O prefeito de Campina Grande, Bruno Cunha Lima, há quinze dias mandou encerrou o atendimento para pacientes suspeitos da Covid-19 na UPA do Dinamérica e concentrou o serviço no Hospital Pedro I, onde não há pessoal suficiente para atender à demanda. O município distribuição o Kit Covid que contém cloroquina e ivermectina e atualmente enfrenta o crescimento de casos da doença.

Diante disso viu-se agora obrigado a informar que a partir desta sexta-feira (13) a UPA Dinamérica retornará ao perfil clínico e Ortopedia, em virtude que a UPA Alto Branco voltará a ser referencia para COVID-19, juntamente com o Complexo Hospitalar Pedro I.  

Em reunião de emergência, o prefeito reuniu ontem parte de sua equipe de secretários e auxiliares diretos para tomar decisões como a retomada do atendimento da UPA Dr. Maia, no bairro do Alto Branco, a reabilitação para atendimento exclusivo de pacientes da Covid e um novo decreto, mais rígido que será publicado com vigência para 15 dias – até uma nova avaliação do quadro epidêmico na cidade.  

No Pedro I, o jornalista Josué Cardoso divulgou em grupos de WhatsApp da imprensa que o atendimento no Hospital Pedro I estaria um caos, observando que o setor de triagem contaria apenas com uma profissional e que havia aglomeração de pessoas à espera de atendimento na parte externa do hospital.

Cardoso filmou e fotografou diversas áreas do Pedro I, provando a negligência com que a prefeitura de Campina Grande está enfrentando a pandemia do coronavírus.

Fonte: A Palavra

Compartilhar