Com avanço da Covid-19 em Campina Grande e região, Pedro I e João XXIII ganham 24 novos leitos

A Prefeitura de Campina Grande anunciou nesta terça-feira (18) a abertura de 24 novos leitos de enfermaria de Covid-19. No total, a Secretaria Municipal de Saúde está viabilizando mais cinco leitos no Complexo Hospitalar Pedro I e 19 no Hospital João XXIII. O município chega a 490 leitos exclusivos para o tratamento de pessoas acometidas pelo novo Coronavírus.

Com a abertura dos leitos no Pedro I, o prefeito Bruno Cunha Lima (PSD) informa que a unidade hospitalar chega a 95 de enfermaria. Somados aos 60 de UTI, são 155 leitos exclusivos para pessoas com o vírus.

Dos 19 leitos do Hospital João XXIII, nove são conveniados com o Sistema Único de Saúde (SUS) e 10 particulares, que também integram a rede geral de atendimento de pacientes com Covid-19 na cidade. A unidade já dispõe de cinco leitos de UTI, conveniados com o município.

Na semana passada, a Secretaria Municipal de Saúde também redirecionou o perfil da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Dr. Maia, no Alto Branco, para atendimento de Covid-19, com mais 19 leitos de enfermaria e 11 de UTI.

Acesse: João Azevêdo discute medidas restritivas para novo decreto estadual que deve entrar em vigor a partir de quinta-feira (20)

Apesar da expansão na estrutura de atendimento, a Secretaria Municipal de Saúde chama a atenção da população para a necessidade de redobrar os cuidados.

“É um grande ganho de leitos, resultado de um esforço enorme. Mas a gente reforça que o poder público também tem um limite, que cada cidadão deve contribuir seguindo as medidas de higienização pessoal, fazer o distanciamento social, aqueles que puderem se vacinar tomem a vacina para contribuir nesse momento difícil que a cidade e o estado estão passando”, disse o secretário Executivo de Saúde, Gilney Porto.

Na semana passada, o prefeito Bruno Cunha Lima publicou decreto com medidas mais restritivas com relação ao enfrentamento à pandemia. A cidade tem 29.617 casos confirmados da doença e 765 óbitos registrados. A taxa de ocupação geral dos leitos é de 66%.

Campina Grande também voltou a bandeira laranja do Plano Novo Normal Paraíba, indicando aumento no casos. internações e óbitos pela Covid-19. O munícipio é referência na 2ª macrorregião de saúde, que inclui cidades como Pocinhos, Queimadas, Lagoa Seca, Esperança, Puxinanã e Boqueirão.

Veja também:

Compartilhar