Campina Grande chega a 99% de ocupação em leitos de enfermaria para Covid e começa a transferir pacientes para João Pessoa

Maior cidade da 2ª macrorregião de saúde, Campina Grande chegou a 99% de ocupação de leitos de enfermaria para pacientes com Covid-19. Segundo informações desta sexta-feira (21), 178 pessoas estão internadas com a doença no município neste tipo de leito. Já em leitos de UTI, são 107 pessoas internadas, com 68% dos leitos ocupados.

Segundo Johnny Bezerra, diretor do Hospital de Clínicas, na quinta-feira (20) já foi necessária a transferência de pacientes para João Pessoa. “Devido a essa sobrecarga de leitos, a Central Estadual de Regulação começou a transferir pacientes para João Pessoa. Há essa preocupação de não deixar ninguém desassistido, quando houver esse colapso, os pacientes serão remanejados”, revelou o médico, destacando ainda que o momento é de sobrecarga. No hospital apenas três leitos de estabilização estão disponíveis.

“Campina Grande vive momento de sobrecarga de leitos. O Hospital de Clínicas vive um momento inédito com lotação de enfermaria. Apenas 3 leitos de estabilização estão disponíveis. A situação é preocupante e a gente observa essa situação em outros hospitais da rede”, disse.

Até quinta-feira, considerando os leitos de enfermaria, no geral, a ocupação é 81%. Os números assustaram até mesmo as equipes que analisam os dados e apontam para o risco de um colapso no sistema.

Campina Grande recebe pacientes de 69 municípios das regiões do Brejo e Agreste paraibano. Muitas dessas cidades tiveram, nas últimas semanas, uma elevação considerável de casos, o que explica o iminente colapso na rede de saúde.

Veja também:

Compartilhar