COVID-19: Campina vacina autistas e pessoas com paralisia cerebral e pessoas com mais de 32 anos e comorbidades, nesta terça (25)

Pessoas com Transtorno do Espectro do Autismo e aquelas que possuem paralisia cerebral, receberão, nesta terça-feira, a primeira dose da vacina contra a covid. O prefeito Bruno Cunha Lima utilizou suas redes sociais, na tarde desta segunda-feira, para anunciar a vacinação, que acontecerá das 9 às 15h, na Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE), no bairro do Catolé. É necessário levar laudo comprobatório da condição de Saúde, além de documento oficial e cartão do SUS.

Além desse grupo, também recebem a vacina, nesta terça, pessoas com comorbidades a partir de 32 anos de idade. As ações acontecem também das 9h às 15h, porém, na Unifacisa, no bairro Itararé; na Uninassau, no bairro da Liberdade; e na Igreja Verbo da Vida, na Avenida Floriano Peixoto.

No grupo de pessoas com comorbidades que têm direito à vacinação, foi incluído o público de pessoas com doenças cerebrovasculares. Isso inclui pessoas com histórico de acidente vascular cerebral isquêmico ou hemorrágico; ataque isquêmico transitório; demência vascular; doenças neurológicas crônicas que impactem na função respiratória; indivíduos com paralisia cerebral, esclerose múltipla e condições similares; doenças hereditárias e degenerativas do sistema nervoso ou muscular; e deficiência neurológica grave.

Os outros grupos são as pessoas com diabetes, hipertensão arterial (hipertensão arterial resistente, estágio 3 e estágio 1 e 2 com lesão órgão-alvo), asma grave, pneumopatias crônicas graves, insuficiência cardíaca, cardiopatia hipertensiva, hipertensão pulmonar, síndromes coronarianas, miocardiopatias e pericardiopatias, doenças da aorta, grandes vasos e fístulas arteriovenosas, arritmias cardíacas, cardiopatia congênita, próteses valvares e dispositivos cardíacos implantados, doença renal crônica, doença cerebrovascular, imunossuprimidos (transplantados; pessoas vivendo com HIV; doenças reumáticas em uso de corticoides; pacientes oncológicos que realizaram tratamento quimioterápico ou radioterápico nos últimos 6 meses; neoplasias hematológicas), anemia falciforme, talassemia maior, hemoglobinopatias graves, obesidade mórbida, e cirrose hepática.

No total, 82.039 pessoas já receberam a 1ª dose da vacina e 38.142 pessoas tomaram a 2ª dose. O percentual de aplicação é de 79% das 150.430 doses recebidas.

Compartilhar