Prefeitura paraibana é alvo de investigação por suposta irregularidade na compra de medicamentos

O procurador da República, Anderson Danillo Pereira Lima, determinou a instauração de inquérito civil para apurar supostas irregularidades na contratação de uma empresa pela prefeitura de Coremas, no Sertão do Estado, para o fornecimento parcelado de medicamentos de referência, genéricos e similares entre os anos 2017 e 2020.

A medida foi publicada na edição do Diário do Ministério Público Federal Eletrônico desta quarta-feira (26). De acordo com o Ministério Público Federal, os medicamentos foram adquiridos para atender os usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) na cidade.

Compartilhar