Vereador de Alhandra denuncia prefeito por querer fazer acordo para ocultar possíveis irregularidades na gestão

O vereador João Sufoco (DEM) de Alhandra, na Paraíba, denunciou na última sessão da Câmara Municipal, o prefeito Marcelo Rodrigues (MDB), por querer fazer um acordo com ele para ocultar possíveis irregularidades na locação de veículos para atender o município, irregularidades que foram denunciadas ao Tribunal de Contas do Estado (TCE) pelo vereador da oposição.

Após a denúncia, o TCE fez uma auditoria e concluiu que que a empresa de veículos contratada, de propriedade de Maria Robevânia Macena de Melo, não dispõe de frota própria estabelecida no contrato e que a mesma recorreu a contratação de outros veículos disponibilizados por terceiros, que compõem a base de sustentação política ligada ao prefeito Marcelo Rodrigues. A prefeitura pagou R$ 742 mil reais de forma irregular, ao longo de cinco meses, através da dispensa de licitação. O valor inicial era de R$ 445 mil e 500 reais e deveria ter sido prestado por apenas 3 meses.

O vereador alegou que foi chamado para uma reunião no gabinete do prefeito, onde ele propôs esse acordo, e em troca ficaria calado sobre um possível superfaturamento em uma obra que foi feita na Câmara Municipal de Alhandra, mas João Sufoco não cedeu as propostas do gestor e pediu a ele que investigasse essas possíveis irregularidades, tendo ciência de que o superfaturamento não teria acontecido.

Durante a sessão, o vereador se defendeu das acusações do prefeito e prometeu trazer a tona outras irregularidades na gestão do emedebista Marcelo Rodrigues, eleito nas eleições de 2020.

Redação Paraíba Debate

Compartilhar