Duas cidades paraibanas conseguem verba para veículos equipados de castração animal

Os municípios de Cajazeiras e Guarabira vão receber nos próximos dias, cada um, R$161.667,00 para a compra de castramóvel –  veículo utilizado para realização de cirurgias de castração em cães e gatos. Cada cidade receberá cerca de R$300 mil, podendo o restante do recurso ser usado para a compra de outros equipamentos para o cuidado dos animais.

Já liberados pelo Ministério da Saúde, os valores foram encaminhados para o Fundo Municipal de Saúde e devem ser disponibilizados até a próxima semana. Os valores foram destinados pelo deputado federal Pedro Cunha Lima (PSDB) e são fruto de emenda parlamentar do exercício de 2020.

Conforme dados divulgados pelo Instituto Pet Brasil, há mais de 139 milhões de animais de estimação no país, com uma média geral de crescimento de  5,2% entre os bichos, que variam entre cachorros, gatos, peixes, répteis e pequenos mamíferos. O estudo aponta uma tendência de que cada vez mais famílias busquem animais para ter companhia.

Além de conter o aumento desenfreado da população animal e o abandono, a castração é responsável pela diminuição de comportamentos indesejados, como brigas e fugas. Também é uma medida preventiva às doenças do aparelho reprodutor, como tumores de mama e próstata, infecção no útero e até gravidez psicológica nas fêmeas. A comunidade veterinária costuma se referir à castração de cães e gatos como um ato de amor e, de fato, a prática tem benefícios comprovados e é muito recomendada pelos profissionais que cuidam dos pets.

O cuidado desses animais se tornou uma questão de saúde pública. Para isso é preciso mais investimento e atenção do poder público para esse segmento. “O brasileiro tem, cada vez mais, abrigado animais, denunciando maus-tratos e se engajado nessa luta, mas estamos ainda no começo para garantir conforto e qualidade de vida para os bichos. O castramóvel é um grande passo, inclusive para que municípios possam fazer esse controle, impedindo a reprodução descontrolada e o desenvolvimento de doenças”, considerou o parlamentar.

Pesquisa – Ainda segundo o estudo do Instituto Pet Brasil, em 2018 foram contabilizados no país 54,2 milhões de cães; 39,8 milhões de aves; 23,9 milhões de gatos; 19,1 milhões de peixes e 2,3 milhões de répteis e pequenos mamíferos.

Fonte: Blog Vanderlan Farias

Compartilhar