Concluindo pagamento da segunda parcela, Prefeitura de Campina Grande estuda prorrogar auxílio emergencial municipal

A Prefeitura de Campina Grande está estudando a possibilidade de prorrogação do pagamento do auxílio emergencial municipal, batizado de SuperAção. O programa pagou e ainda segue pagando R$ 400,00, em duas parcelas, a aproximadamente 4 mil famílias afetadas diretamente pela pandemia da Covid-19. Os pagamentos começaram no fim de abril.

“Estamos fazendo todo um levantamento. Parte das pessoas que passaram pelo primeiro cadastro, que tiveram o primeiro cadastro negado e nós abrimos período de recurso. Essa parte ainda está recebendo. Mas concluindo isso estamos estudando uma nova rodada”, adiantou o prefeito Bruno Cunha Lima (PSD) durante entrevista esta semana.

Conforme a Prefeitura, o benefício terá um impacto de R$ 1,6 milhão na economia. Na primeira etapa puderam receber o auxílio municipal pessoas desempregadas nos últimos 12 meses e que tentaram receber o seguro-desemprego e não conseguiram; além de músicos, motoristas de transporte escolar, artistas, recepcionistas de bares e restaurantes, garçons, vendedores ambulantes, decoradores e cerimonialistas.

A Agência Municipal de Desenvolvimento (Amde), autarquia da Prefeitura de Campina Grande, é responsável por toda operação do programa.

Veja também:

Compartilhar