Julian diz que não vai “passar pano” para eventual corrupção do Governo Bolsonaro e Gervásio se movimenta pró-impeachment

O deputado federal Julian Lemos (PSL) disse, em contato com a imprensa paraibana nesta quarta-feira (30), que não vai “passar pano” para eventuais casos de corrupção no governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), fazendo alusão a acusação de pedido de pagamento de propina para compra de vacinas contra a Covid-19, envolvendo servidores do Governo Federal.

“Existem sinais de um contrato fraudulento e até agora não houve nenhuma resposta plausível por parte do Palácio do Planalto. O contrato foi cancelado, o funcionário demitido. Eu não vou passar pano para ninguém, não. Tem batom nessa cueca”, afirmou.

O deputado federal Gervásio Maia (PSB) também se posicionou nesta quarta-feira. Ele informou que iniciará as articulações para responsabilizar e pedir o impeachment de Bolsonaro. “Nós teremos agora a tarde um movimento forte dos partidos de oposição na questão do pedido de impeachment contra o presidente. Ele não pode mais continuar conduzindo os destinos do Brasil, principalmente em um momento difícil como esse de pandemia”, declarou.

Veja também:

Compartilhar