DJ Ivis fica calado durante interrogatório e está em cela com outros agressores

O paraibano Iverson de Souza Araújo, conhecido como Dj Ivis, de 29 anos de idade, foi preso no final da tarde dessa quarta-feira (14), após os vídeos de agressões contra a ex-mulher, Pamella Holanda, serem divulgados por ela nas redes sociais. A prisão aconteceu em um condomínio de luxo em Aquiraz, na Região Metropolitana de Fortaleza.

DJ Ivis se manteve calado durante o interrogatório no ato da prisão preventiva e está detido na carceragem da Delegacia de Capturas em Fortaleza aguardando audiência de custódia.

Segundo a Polícia Civil do Ceará, o paraibano será investigado pelas agressões cometidas contra a ex-mulher Pamella Holanda, por meio de dois inquéritos policiais. 

De acordo com o secretário da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará, Sandro Caron, as imagens que foram divulgadas pela digital influencer em suas redes sociais ocorreram em dezembro de 2020 em um apartamento do agressor, localizado no Bairro Passaré, em Fortaleza. A prisão de DJ Ivis não foi diretamente motivada pela divulgação dos vídeos, mas eles foram importantes para o pedido de prisão do cantor, disse o secretário.

Uma cópia do inquérito já aberto na Delegacia Metropolitana de Eusébio será remetida à Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) da capital para que os vídeos sejam analisados e sirvam como prova a fim de pedir o indiciamento do cantor em uma outra investigação de lesão corporal no contexto de violência doméstica, a qual tramitará em Fortaleza.

As imagens do circuito interno de vigilância no apartamento no Eusébio, cujas agressões ocorreram supostamente em 1º de julho, já estão com a polícia e os investigadores estão trabalhando nessas filmagens. Foi por essa investigação que DJ Ivis foi preso nesta quarta-feira (14).

A audiência de custódia do cantor deve ocorrer ainda nesta quinta-feira (15).

Com informações do Notícia Paraíba

Compartilhar