Prefeitura de Pocinhos publica decreto com medidas para conter aumento de casos de dengue, zika e chikungunya

A Prefeitura de Pocinhos publicou nesta sexta-feira (16) um decreto com medidas para conter o aumento de casos de arboviroses como dengue, zika e chikungunya no município. A administração municipal conta com o apoio da população para atender às determinações sanitárias, abrindo a casa aos agentes de combate às endemias, além de cuidados redobrados que devem ser tomados pelos proprietários de borracharias e espaços de reciclagem, lugares mais propícios a proliferação de focos do mosquito aedes aegypti.

De acordo com a prefeita Eliane Galdino, em função do aumento de casos, o decreto se tornou urgente. “Devido o aumento dos casos de dengue, zika e chikungunya em nosso município, ficamos bastante preocupados com a situação e decretamos algumas medidas no que diz respeito a política de Vigilância Ambiental, que passam a valer a partir de agora e precisam ser observadas pela população pelo bem de todos”.

Conforme o decreto, no caso de imóveis fechados, caso o proprietário se negue a inspeção do agente de combate às endemias no local, serão tomadas as medidas necessárias para a realização da inspeção, podendo o proprietário do referido imóvel, responder pelo crime cometido quando cabível.

Também estão sujeitos às novas medidas impostas, as borracharias e serviços de reciclagem de materiais, estando obrigados a atenderem as determinações sanitárias previstas nesse decreto.

Segundo a coordenadora de Vigilância Ambiental, Netinha Sales, atualmente Pocinhos conta com 10 agentes de combate a endemias e precisamos da colaboração de toda a população. “É preciso que todos colaborem para que juntos possamos vencer este mosquito causador de tantas doenças que é o aedes aegypti”, disse.

Confira o decreto na íntegra:

Compartilhar