Vendedor de shopping da Paraíba é processado por importunação sexual

Uma cliente procurou a polícia para denunciar a prática de importunação sexual por parte de um vendedor de uma livraria que fica no Mangabeira Shopping. Ela contou que na última quinta feira, 5, foi ao estabelecimento para comprar massa de modelar para o filho.

Ao chegar à loja, solicitou auxílio a um vendedor para localizar o produto. Foi neste momento que o funcionário se aproximou e ao perceber que não haviam outras pessoas no mesmo corredor que a vítima, disse que ela estava “gostosinha” e tocou em seu ombro.

Segundo os advogados da consumidora, Daniel Alisson e Mirella Cristina, a mulher teve sua dignidade sexual violada porque o vendedor, sem que houvesse consentimento, se aproximou e praticou importunação sexual, crime previsto no art.215-a do Código Penal Brasileiro. Daniel informou que todas as medidas judicias cabíveis já estão sendo adotadas, inclusive foi apresentada uma representação criminal na Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher. “A delegada Cláudia Germana manifestou ter o mesmo entendimento sobre os fatos narrados e deu início ao inquérito policial que seguramente irá desaguar no judiciário”.

As imagens da câmera de segurança, que já estão em poder do advogado, mostram o momento em que o vendedor conversa com a cliente. Além disso, em um áudio enviado pelo WhatsApp, o rapaz admite ter afirmado que a cliente “estava gostosinha”, mas alegou que não teve a intenção de importuná-la. Segundo ele, foi “apenas uma brincadeira” da qual ele se arrepende.

Compartilhar