Mulher morta com mais de 30 facadas pelo filho de 15 anos dormia na casa da mãe com medo do adolescente

O crime que abalou a cidade de Campina Grande, Agreste paraibano, ocorrido na última segunda-feira (23), onde o filho matou a própria mãe com quase 40 facadas, ainda repercute em todo o estado.

Viviane Rodrigues de Souza tinha 31 anos e foi morta pelo filho com 39 golpes de faca e o adolescente confessou a polícia que matou a mãe porque ela o tratava mal e por achar que ela tinha envolvimento na morte do pai dele.

Segundo a mãe de Viviane, dona Celiane de Souza, o adolescente estava tendo vários conflitos com a mãe e por isso, resolveu sair de casa. Mas sempre que aparecia, exigia dinheiro e era agressivo e violento com a mulher.

A avó do adolescente contou ainda que a filha chegou a dormir várias vezes na casa dela com medo do próprio filho. “Sempre que ela sabia que ele estava por aqui, ela pedia pra dormir lá em casa e eu dizia que não existia isso de mãe ter medo de filho, Mas, mesmo assim ela dizia que temia que ele pudesse fazer algo contra ela e insistia em dormir na minha casa”, relembrou.

Dona Celiane disse também que o neto fixou a ideia de se vingar da morte do pai, que foi assassinado na presença dele quando ele tinha sete anos de idade. E pelo fato da mãe do garoto pedir para que ela deixasse de falar nessa história de vingança, o filho começou a achar que a mãe estava envolvida no crime. “O pai dele foi morto por dívida de drogas e minha filha sempre quis proteger o meu neto, pedindo para ele esquecer essa história de se vingar, tanto que até pra um psicólogo ela levou ele por algum tempo, mas nem assim, ele tirou isso da cabeça e fez o que fez com a minha filha”, lamentou.

Viviane foi assassinada na frente do filho mais novo, de 5 anos de idade. Ela chegou a ser socorrida para o Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande, mas não resistiu a gravidade dos ferimentos e faleceu.

Segundo o laudo divulgado pelo pelo Núcleo de Medicina e Odontologia Legal (Numol) de Campina Grande, a vítima sofreu ao todo 39 golpes de faca distribuídos antebraços, pescoço, costas, tórax e coxa, sendo 15 deles na cabeça e no rosto.

O laudo apontou ainda diversas lesões na mão da vítima, o que conota que a mãe tentou se defender dos golpes.

O adolescente foi apreendido, levado para a Central de Polícia e está detido na carceragem aguardando decisão judicial que vai determinar se o jovem vai cumprir medida socioeducativa ou responder pelo ato infracional em liberdade.

Fonte: Notícia Paraíba

Compartilhar