Manifestantes são supostamente pagos para irem a atos de Bolsonaro na Paraíba

Na terça-feira (7), feriado de Independência e dias de atos contrários e a favor do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), vídeos mostram pessoas em movimentação suspeita em Santa Rita, município da Região Metropolitana de João Pessoa. Conforme relatos, pessoas teriam recebido pagamento para atuar em defesa do atual presidente.

A ação teria sido feita em um empresarial na Praça Getúlio Vargas, no Centro da cidade, onde pessoas foram flagradas saindo com camisetas amarelas. Conforme relato de um homem, o pagamento era feito no local em troca da participação nos atos. Em todo o país, manifestantes pró-Bolsonaro pediam destituição de Supremo Tribunal Federal (STF) e outras ações antidemocráticas.

Ainda ontem, houve denúncia de que a mesma ação estava sendo feita em João Pessoa, capital paraibana. O presidente do PSOL na Paraíba, Tárcio Teixeira afirmou que pessoas receberam dinheiro para “militar como a extrema direita faz em período de campanha. Geralmente, povo preto e pobre enquanto os brancos da elite ficam na praia com a camisa da CBF corrupta e querendo bagunçar o ato tranquilo do Grito dos Excluídos”.

O representante do grupo Direita Mover, Anderson Novais negou, em contato com o ParlamentoPB, que houve pagamento em troca da participação.

Com informações do Paraíba Já

Compartilhar