Missa em memória da jornalista Karina Araújo será realizada nesta quinta-feira na Igreja do Rosário em Campina

Nesta quinta-feira (9) será realizada na Igreja de Nossa Senhora do Rosário, no bairro da Prata, às 18h, a missa de um ano de falecimento da jornalista campinense Karina Araújo, infectada por coronavírus. Produtora da TV Borborema e assessora de imprensa do 4º Batalhão de Polícia Militar de Guarabira e da 3ª Regional de Saúde em Campina Grande, Karina desfalcou o jornalismo de Campina Grande e deixou um vazio ainda maior para sua mãe Deja Araújo, de quem era filha única.

Embora as duas não morassem juntas, todos os dias Karina ia à casa de sua mãe levar o almoço e conversar com ela. “Não acredito na partida dela e ainda me sinto anestesiada, tem horas que parece mentira, difícil de acreditar, choro muito quando ouço músicas que se parecem com ela, ela cuidava muito de mim, se preocupava tanto que quando ainda estava com o celular internada no hospital me perguntava o que eu estava precisando”, disse.

A jornalista Karina Araújo tinha vasto currículo em veículos de comunicação como o Jornal da Paraíba, Diário da Borborema, Correio da Paraíba e era concursada da Prefeitura de Campina Grande. Ela também possuia bastante experiência na área de assessoria de imprensa, tendo atuado no evento Crescer, na Coonap, Câmara Municipal de Campina Grande, Campinense Clube e Secretaria de Saúde por oito anos, entre outras.

Na UEPB, onde Karina Araújo foi graduada, trabalhou como professora do curso de Jornalismo por quase uma década, lecionando para vários profissionais que hoje estão no mercado.

Compartilhar