Vereadora de João Pessoa manda presidente do PSOL calar a boca

No dia em que acontece diversas manifestações democráticas em várias partes do Brasil contra e a favor do presidente Jair Bolsonaro, o programa foi protagonizado pelo clima quente entre a vice-presidente da Câmara Municipal de João Pessoa, Eliza Virginia (PP) e o presidente estadual do PSOL, Tárcio Teixeira, que foram convidados para falar sobre o tema.

Porém, ao fugirem da pauta, o presidente do PSOL revelou que o partido abriu um processo contra a vereadora por suposta compra de votos em igrejas nas eleições de 2020, além de usufruir da sua posição como parlamentar para direcionar supostamente recursos da Lei Aldir Blanc dentro do seu segmento.

Em fala continuada de Tárcio, Eliza pediu direito de resposta, porém, ao não obter por parte dele, ela mandou o dirigente calar a boca. “Cala a boca, para de falar besteira”, disparou a vereadora. “A senhora não vai mandar eu me calar, isso não, já basta o que você e seu anti-presidente fazem com o povo brasileiro. Eu posso até esperar a sua vez de falar, mas não mande eu me calar. Calar a boca não, ditadura já foi”, retrucou Tárcio em resposta a Eliza.

Fonte: ClickPB

Compartilhar