UFCG aguarda avaliação de técnicos para recompor teto de ginásio que desabou; universidade admite falta de manutenção

A prefeita universitária Renata Duarte, da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), afirmou nesta segunda-feira (13) que as providências para as obras de recomposição do teto de ginásio do campus de Bodocongó que desabou na manhã do último domingo (12) serão tomadas a partir de uma avaliação técnica feita pelo corpo docente.

Uma inspeção já foi realizada no local pelo Corpo de Bombeiros e agora a universidade discute quais serviços serão executados a partir do estudo dos técnicos da prefeitura universitária para que se possa abrir um processo de licitação. Um arquiteto, dois engenheiros e um engenheiro mecânico farão parte do grupo responsável por elaborar um estudo e projetos para a recuperação no local, segundo apurou o ClickPB.

Ao portal, a prefeita confirmou que não havia realização de serviços de manutenção periódicos no espaço e que o ginásio era usado para treinos e seguia interditado devido à pandemia de Covid-19. Segundo a instituição, não houve registro de vítimas.

Fonte: ClickPB

Compartilhar