Uso de máscara deverá deixar de ser obrigatório na Paraíba a partir do próximo ano

O governador da Paraíba, João Azevêdo, pregou cautela quanto a desobrigação do uso de máscaras em locais abertos e afirmou que a medida só deve ser adotada em 2022. A declaração do chefe do Executivo paraibano ocorreu nesta quinta-feira (27), em Cajazeiras, onde cumpre agenda oficial.

A orientação de Azevêdo ocorre em meio a polêmica decisão do governador de São Paulo, João Doria, que flexibilizou o uso do item a partir de 11 de dezembro. Questionado se a Paraíba deve adotar a mesma medida, ele apontou que os número das vacinação ainda não permitem a retirada.

“Nós vamos ter o tempo e espero que seja o início do próximo ano, em que as máscaras sejam opção de cada cidadão. Mas para que isso ocorra, é preciso que você chegue a um patamar de vacinação que garanta essa tranquilidade”, disse.

O Governo do Estado de São Paulo retirou a obrigatoriedade do uso de máscara ao ar livre a partir do próximo dia 11 de dezembro, após chegar a 75% da população totalmente imunizada contra a Covid-19.

A medida foi anunciada pelo governador João Doria (PSDB), em coletiva de imprensa nessa quarta-feira (24), no Palácio dos Bandeirantes.

Ainda segundo o governador, a previsão é que até 30 de novembro o estado chegue ao índice de 85% da população vacinada.

Fonte: Portal Paraiba

Compartilhar