Mulher procurada por morte de motorista de aplicativo se entrega e confessa participação em crime

A suspeita de participar do crime do jovem estudante e motorista por aplicativo Daniel Victor no dia 27 de dezembro, Pâmella Nicoly Brito da Silva, de 28 anos entregou-se na madrugada desta quinta-feira (6).

Segundo a Polícia, Pâmella confessou que participou do crime, mas apresentou versão diferente do companheiro em vários pontos. Ela disse que depois se escondeu em um matagal e por medo da prisão e também da reação da população, decidiu se entregar.

No depoimento de Pâmela, ela disse que Bruno já entrou no veículo com uma corda, material que foi utilizado para enforcar o motorista.

Ela ainda teria relatado que não saiu do carro no momento do crime porque as portas estavam travadas e que só conseguiu sair quando o companheiro foi comprar o isqueiro para atear fogo no veículo

Compartilhar