Hemocentro de Campina Grande precisa de doação de sangue; estoque de RH negativo está baixo

A diretora do Hemocentro Regional de Campina Grande, Elília Pombo, voltou a fazer um apelo aos doadores da região por conta da baixa no estoque da unidade, como acontece praticamente todos os anos, sobretudo por conta das viagens das pessoas que tiram férias no período que vai de novembro até praticamente o final do mês de fevereiro.

Segundo a profissional, a normalização da frequência de doações diárias só acontece no mês de março. Elília explicou que a média atual varia de 60 a 80 doações diárias, quando o ideal seria ao menos 100.

“Hoje nós temos um déficit no estoque de bolsas de sangue do tipo RH negativo. Isso vem nos preocupando, porque desde dezembro a gente vem trabalhando com um estoque baixo e até mesmo tem dias que não temos bolsas de determinados tipos sanguíneos. Quando isso acontece, nós temos que ir buscar em outros lugares para poder suprir a nossa demanda”, lamentou.

Atualmente, o Hemocentro campinense é responsável pelo abastecimento de Campina Grande e outros 69 municípios da região. Os interessados em doar podem agendar uma visita pelo whatsapp (83) 93344-5475.

Todas as informações sobre os requisitos exigidos para ser um doador podem ser acessados também no site hemocentro.saude.pb.gov.br/agenda.

Compartilhar