CÉU VERMELHO: Em várias cidades da Paraíba fenômeno foi visto; saiba o motivo

Foto de Givonildo Targino

Várias pessoas perceberam o céu avermelhado ontem na Paraíba e fizeram registros fotográficos do fenômeno que intrigou muita gente. O jornalista Givonildo Targino, do brejo paraibano documentou a exuberância dos céus de Pirpirituba ontem (6) à noite e postou em suas redes sociais. Apesar das exuberantes imagens feitas por ele e por várias pessoas em todo o país terem sido encaradas com normalidade, a vermelhidão nos céus tem outra explicação.

Algumas pessoas atribuíram o fenômeno de aspecto avermelhado a um fenômeno de refração dos raios de sol nos núcleos de granizo presente nas nuvens frias, mas segundo especialistas o vermelho dos últimos dias é resultado da chegada ao país das cinzas do vulcão Hunga Tonga-Hunga Ha ´pai, que entrou em erupção no dia 15 de janeiro, num raio de distância superior a 12 mil km do nosso país

Considerada a maior dos últimos 30 anos em todo o mundo, a erupção do vulcão em Tonga devastou áreas próximas, liberou 400 mil toneladas de dióxido de enxofre na atmosfera, e suas cinzas e gases atingiram a estratosfera, o que ocorre apenas em episódios de grande intensidade.

Segundo a Nasa, a energia da explosão foi mais intensa do que 500 bombas atômicas como a que foi lançada sobre Hiroshima em 1945.

Esta não é a primeira vez que uma pluma vulcânica alcança o Brasil, mas os episódios anteriores documentados eram de vulcões próximos, como o Lascar (1993) e o Puyehue-Cordón Caulle (2011), ambos nos Andes, com impactos mais notados no Sul brasileiro. 

Desta vez o episódio tem uma documentação visual possivelmente inédita de uma pluma vulcânica alcançando o Brasil a partir de uma erupção ocorrida fora da América do Sul.  Além das nuvens de cinzas, a erupção ocorrida em 15 de janeiro causou um tsunami no oceano Pacífico e uma onda de choque que foi registrada em vários locais do planeta.

Fonte: Com Olhar Digital

Compartilhar