Mísseis atingem capital da Ucrânia enquanto tropas russas avançam

Foto: Reuters

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelenskiy, pediu à comunidade internacional que faça mais e afirmou que sanções anunciadas até agora não são suficientes.

As sirenes de ataque aéreo soaram na cidade de 3 milhões de pessoas, algumas delas abrigadas em estações de metrô, um dia depois que o presidente russo, Vladimir Putin, iniciou a invasão que chocou o mundo.

Autoridades ucranianas disseram que uma aeronave russa havia sido abatida e se chocado com edifício em Kiev durante a noite, incendiando-o e ferindo oito pessoas

Um alto funcionário ucraniano afirmou que as forças russas devem entrar em áreas fora da capital mais tarde, nesta sexta-feira, e que as tropas ucranianas defendem posições em quatro frentes, apesar da desvantagem numérica.

Janelas foram destruídas em bloco de apartamentos de dez andares, perto do aeroporto principal de Kiev, onde uma cratera de dois metros cheia de escombros mostrou o local atingido por disparo de artilharia antes do amanhecer. Um policial disse que pessoas foram feridas, mas não mortas.

“Como podemos passar por isso no nosso tempo? O que devemos pensar? Putin deveria queimar no inferno junto com toda sua família”, disse Oxana Gulenko, enquanto limpava vidros quebrados de seu quarto. Um vizinho, o veterano do Exército soviético Anatoliy Marchenko, 57 anos, não conseguiu encontrar seu gato que havia fugido durante o bombardeio.

“Conheço pessoas lá, são meus amigos”, disse ele sobre a Rússia. “O que precisam de mim? Uma guerra chegou à minha casa e pronto.”

Testemunhas disseram que explosões estrondosas puderam ser ouvidas em Kharkiv, a segunda maior cidade da Ucrânia, perto da fronteira com a Rússia, e sirenes de ataque aéreo soaram sobre Lviv, no Oeste. As autoridades relataram fortes combates na cidade de Sumy, no Leste. 

Fonte: Reuters

Compartilhar