Antes de ser internada, cantora Paulinha Abelha teria procurado pastora em João Pessoa

A cantora Paulinha Abelha procurou a pastora Renallida Carvalho, dias antes de ser internada, após relatar um sonho no qual Deus a orientava a procurar a religiosa. Em conversa com nossa reportagem, Renallida contou que neste encontro muitas revelações foram feitas, inclusive sobre o estado de saúde da cantora. “O Senhor falava pra mim: ‘toca no estômago dela’”, revelou.

A pastora contou que o encontro entre as duas aconteceu de forma rápida e espontânea, quando Paulinha fazia um show em João Pessoa, na Paraíba e teve um sonho, no qual Deus a orientava a encontrar com Renallida. Por volta de 0h do dia 30 de janeiro de 2022, a vocalista do Calcinha Preta foi ao encontro da pastora, em sua própria residência.

Durante o ciclo de orações, a religiosa contou que viu cenas muito fortes, que indicavam algo ruim para Paulinha: “Passei para todos na minha sala que tinha uma cova diante dela (…) eu estava orando e repreendendo aquilo”. Ainda durante as orações, Renallida contou que Deus deu alertas de que era para a cantora cuidar da sua saúde e indicou a religiosa que tocasse no estômago dela: “Deus avisou para ela na minha casa”, relembrou.

A pastora ainda contou que a vocalista em momento algum sentiu medo com os avisos, pelo contrário, se sentiu maravilhada e feliz por ter voltado a se aproximar de sua relação espiritual. Na época, Paulinha não se queixava de nenhum sintoma ou algo que pudesse ser um indicativo de problemas em seu estado de saúde. De acordo com  Renallida, além do sonho, um dos motivos que a levaram até lá foi a vontade de ser mãe. “Ela disse: ‘Pastora, Deus pediu para eu lhe procurar porque tenho algo a lhe dizer, eu tenho o sonho de ser mãe’. (…) Ela não se queixava de nada, mas quando Deus falava ela confirmava tudo, dizendo que tudo na revelação era verdade”, afirmou.

Exatos 24 dias após o encontro, veio a notícia da morte de Paulinha Abelha. A pastora relembrou que durante o velório questionou muito Deus, mas que hoje entende que a aproximação dela com o lado espiritual foi necessária e estava nos desígnios. “Ela falava: ‘eu quero voltar para os caminhos, ficar mais próxima de Deus’ e Ele disse que estava com ela”.

Ao final do ciclo de orações, Paulinha sugeriu que as duas gravassem uma canção juntas e estava obstinada a fazer a parceria musical acontecer. Nas semanas seguintes, as duas não estiveram mais em contato, mas a pastora contou que recebia áudios de Paulinha relembrando do encontro e o qualificando como uma “benção”.

A cantora deu entrada no hospital no dia 13 de fevereiro e faleceu exatos 10 dias depois, no dia 23.

Fonte: Metrópoles

Compartilhar