Após trégua de dois meses, reajuste da gasolina pode ser superior a 10%

A Associação Brasileira de Importadores de Combustíveis (Abicom) prevê que a Petrobras deverá reajustar o preço dos combustíveis em breve. A projeção é de que haja um reajuste de 12% no preço da gasolina e de 24% no diesel, que corresponderiam à diferença entre os preços praticados no mercado brasileiro e externo. Vale destacar que a Petrobras está há quase dois meses sem reajustes nos preços dos combustíveis.

Para a reportagem, o presidente da Abicom, Sérgio Araújo, explicou que: “o mercado espera ações da Petrobras alinhadas com seu discurso de necessidade de preços alinhados ao mercado, para evitar desabastecimento e dar segurança para que sejam realizados os investimentos necessários”.

Preços

O preço médio do litro da gasolina comum praticado no Brasil é de R$ 7,283, já do óleo diesel é de R$ 6,610, segundo dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), referente a semana de 24 a 30 de abril.

Compartilhar