Paraibana é degolada e queimada junto com patroa no Rio de Janeiro; crime foi cometido por dois homens

Uma paraibana que trabalhava como empregada doméstica foi degolada e queimada, assim como sua patroa, dentro de um apartamento de alto padrão, na tarde dessa quinta-feira (9), no bairro do Flamengo, na Zona Sul do Rio de Janeiro.

Segundo relatos de familiares e amigos, a paraibana, identificada como Alice Fernandes da Silva, de 51 anos de idade, morreu após tentar defender a idosa para quem trabalhava, Martha Maria Lopes Pontes, de 77 anos, de um ataque provocado por dois homens.

A suspeita dos autores do crime se deu porque a idosa estava sendo extorquida por dois homens, que há cerca de um mês realizaram um serviço de pintura na residência e vinham ameaçando a vítima pedindo mais dinheiro.

Imagens de câmera de segurança do condomínio também flagram dois suspeitos transitando de boné pelo prédio, no dia do crime.

O filho de Alice cotou que sempre ligava para a mãe às 15h30 para ir pega-la no trabalho, porém nessa quinta-feira achou estranho quando não conseguiu contato.

O jovem também contou que a mãe havida saído da Paraíba há 25 anos em busca de oportunidades melhores para a família e que já trabalhava há 20 anos para Martha, com quem matinha uma relação de muito carinho.

O apartamento foi incendiado e o corpo da proprietária acabou ficando completamente carbonizado.

Nessa sexta-feira (10), um dos suspeitos foi preso em uma comunidade da Zona Norte da Capital.

O caso segue sendo investigado pelas autoridades de segurança local.

Compartilhar